domingo, 11 de abril de 2010

Diário do Humor-Essência 4 e mais umas coisas

Faz tanto, mas, tanto tempo que não escrevo no blog que me parece que nunca fiz isso. Estou perdendo a prática ou quem sabe nunca tive e só era um pouco mais criativa meses atrás.
Mas após meses de análise fria e meticulosa eu venho escrever sobre outra peça rara que trabalha comigo.
Eu nunca menti sobre ser um atrativo para qualquer coisa que se mexa e tenha deficiencia mental não diagnosticada pela medicina porque imbecilidade não parece ser uma enfermidade, mas deveria.
Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre colega mala. Aquele texto que escrevi, IGNORE, não existe colega mala é uma criatura quase divina, perto da que vou descrever agora.
Então, vamos lá.

Nosso primeiro encontro: [meigo né? Acorde, sou eu que estou escrevendo, não reuna as esperanças que me tornei uma pessoa melhor nesses meses]

Eu não sei bem como descrever, ele surgiu do nada, abriu a porta e com uma voz suave e meiga de dar nos nervos ele pediu desculpas pelo atraso. Um gigante de corpo largo e com aparência macilenta que bem no alto da face, sustenta, cravados em seus globos oculares, duas safiras azuis extremamente mal posicionadas.

É eu sei, que cruel, mas que droga também, se eu não puder falar aqui o que eu penso dessa criatura odiosa, vou falar onde? No trabalho? Não né? E eu sei que meu chefe vai ler e identificar imediatamente a pessoa. Né chefe? rsrs

Delete qualquer informação que você tenha recebido que descreva uma pessoa sem noção, ele transcende qualquer coisa que você saiba.

Veja alguns exemplos:

-Ele faz tentativas sobre humanas de tentar usar todo vocabulário dele [que não é muito extenso] na mesma frase.
-Ele repete a mesma frase várias vezes e eu ainda não sei se é porque ele nos considera pouco inteligentes para a "genialidade" de sua frase cheia de palavas desconexas ou porque gostou tanto dela que quer ouvir várias vezes.
-Ele pede a palava em reuniões do grande grupo para falar de coisas que não são da alçada dele e que não serão solucionadas com a boa vontade e inteligência duvidosa dele.
-Ele repete para nossos superiores suas angústias e experiências para a "melhoria" da empresa, tentando mostrar todos seus talentos inúteis.

Mas como se não bastasse ser todo esse monte de inutilidade e chatice, ele me ligou.
Eu achei que estava tendo um AVC quando ouvi aquela voz do outro lado da linha. Nem alguém dizendo que ia me matar, estilo Pânico, me faria sentir tão nauseada.

Ele me ligou, porque vai indicar alguém para o MEU LUGAR e queria que eu ajudasse a pessoa porque ela quer fazer a MESMA pós-graduação que fiz.

QUEM É QUE NÃO VAI FICAR PUTO COM UM FILHO DA P*** DESSES?!

Preciso explicar mais além de tudo isso?

Eu nunca pensei que mataria alguém, mentira, já pensei, mas sem requintes de crueldade, só em legítima defesa.
Dessa vez eu realmente pensei só para minha livre existência e felicidade.

_______________________________________________________________

Ao desgraçado, filho da mãe, infeliz que me ligou as 5:12 da manhã de domingo e quase me causou uma parada cardio-respiratória quando Bad to the Bone começou a paulear dentro do meu quarto, IDENTIFIQUE-SE para que eu possa xingá-lo ao vivo, borracho dos infernos. Mas se for algum tipo de serial killer sinta-se a vontade para ficar no anonimato.
________________________________________________________________

Eu encho o saco facilmente das coisas e me irrito com a maioria de tudo que está a minha volta. Eu odeio muita coisa e acho ridículo também, mas se tem uma coisa que me deixou fula foi isso:

http://www.youtube.com/watch?v=ONuvTjFCuJ4

Quem gostar e estiver vendo o vídeo e se ofender com a minha total insensibilidade frente a mediocridade de quem faz e assiste essa merda, dane-se.

Parece que vai ser um domingo longe e feliz =)

3 comentários:

Inacio disse...

O quadro psicótico está se agravando....

Mauro disse...

Não quiseste dizer longo e feliz?

SaMeR disse...

continua se superando..