domingo, 24 de maio de 2009

México - A terra do amor - Capítulo 4

NUNCA confie plenamente em ninguém Renato Pablo, a vida ensina e aprende quem quer. Ninguém é digno de total confiança....

Huahauhauhauhauhauhua......

Divirtam-se!

Capítulo 4

México - A terra do amor

Patrício Camilo, o amigo bonitão e parrudão com cabelos cheios de gel, de Renato Pablo choca-se com a descrição da moça, mas cala-se omitindo a informação que será imprescindível a Renato Pablo.
Enquanto isso no hospital, Joaquina Antônia, agora consciente, começa a lembra-se dos fatos e pergunta a todos pelo rapaz com fuligem no rosto. Mas ninguém lembra dele.
Quina [não é o jogo, é o apelido de Joaquina Antônia] recebe os pais e após muita dsicussão ela admite q passou a noite em uma rave daquelas, mas ignora ter usado qualquerr tipo de entorpecentes, visto que ela não lembra nem da sargeta [¬¬], ela é levada para casa, mas não consegue esquecer aquele rosto lindo e sujinho. Enquanto isso, na fábrica, Renato Pablo segue empacotando cerâmicas e notando o comportamento estranho de Patrício Camilo. Intimamente Patrício Camilo diz a si mesmo:"Se ele souber a verdade, minhas chances serão ainda menores, ele jamais poderá saber sobre ela!".
Por quê?


2 comentários:

JoaoFPR disse...

Por el amor de mi hijos!!!

Profe Suely disse...

Oi, Adri!

Tenho acompanhado a história do Renato Pablo no Reader!

Hoje resolvi vir até aqui para te dizer que acabo de perceber o seguinte: quem "lê" a história para mim é uma voz masculina, bem empostada, bem grave... num tom dramático como as novelas mexicanas exigem...

Bem legal!!!

Abraços!!!